SEQTRA Engenharia Logística e Negócios Sustentáveis
Exibindo os artigos em "Notícias"

SEQTRA investe em projeto de reflorestamento

26 outubro 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  Sem Comentários

Reconhecida e premiada por sua atuação sustentável, a SEQTRA por meio do seu Programa Pegada Neutra tem realizado a neutralização de parte das emissões de gás carbônico e outros gases de efeito estufa decorrentes das suas atividades com o investimento no projeto que envolve a ArcelorMittal e a ONG Peixe Vivo.

O projeto buscar implementar um viveiro para produção de sementes com o objetivo de restaurar áreas degradadas do cerrado brasileiro. Já foram realizadas as coletas de sementes para a produção de mudas de diversas espécies, dentre elas o Mulungu, Pau Ferro, Paineira rosa, Corticeira, Ipê rosa, Ipê amarelo, Jacarandá Caviúna, Ipê felpudo, Pitanga.

Após um cuidadoso trabalho de preparação para o plantio, germinação e replantio, as mudas estarão em breve prontas para serem plantas nos locais determinados para os reflorestamentos. A produção estimada é de 30 mil mudas por ano de 28 variedades de plantas do cerrado.

A previsão para o início do reflorestamento é para maio de 2013.

Confira algumas fotos do projeto:

ANTT amplia fiscalização do pagamento eletrônico de frete

24 outubro 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  Sem Comentários

Unidades regionais do órgão vão atuar não apenas nas estradas, como também nas empresastransportadoras ou de embarcadores.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) intensifica, a partir deste mês, a fiscalização do pagamento eletrônico de frete. A utilização do mecanismo de papel denominado carta-frete foi proibida em outubro de 2011 em todo o país.

Desde abril deste ano, a fiscalização ocorria em praças de pedágio e em barreiras fiscais. Mas a partir de agora, profissionais de sete unidades regionais da ANTT (no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Ceará, Maranhão e Bahia) e, em breve, no Distrito Federal, vão acompanhar o cumprimento das normas de forma permanente não apenas nas estradas, como também na sede das empresas transportadoras ou de embarcadores e, ainda, nas empresas que subcontratam serviços de transporte de carga.

Em entrevista à Agência CNT de Notícias, o gerente de fiscalização da ANTT, Marcelo Prado, explicou que a nova atuação é resultado de dois meses de um projeto piloto de consolidação de procedimentos e treinamento de profissionais. “Estamos atuando por meio de denúncias e levantamentos da inteligência de fiscalização da ANTT. As empresas são escolhidas e são avisadas antes de receber nossa visita, temos agora uma fiscalização permanente”, detalha.

As unidades regionais terão poder para atuar em seus próprios estados e também nos estados vizinhos onde ainda não exista representação da ANTT. A unidade que está em fase de implantação no DF, por exemplo, ficará responsável por fiscalizar o pagamento eletrônico em Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas e Rondônia.

“A vantagem dessa fiscalização nas empresas é que conseguimos verificar muito mais viagens que na pista. Na empresa temos acesso ao sistema e pedimos cópia dos documentos comprobatórios de embarque, para que possamos verificar se foi gerado, para aquela viagem, o Código Identificador da Operação de Transporte. Assim conseguimos fazer uma fiscalização mais eficaz, sendo, também, um trabalho educativo”, reforça Marcelo Prado.

Multas
De acordo com a ANTT, mais de três mil notificações de infrações foram realizadas. A maioria delas, devido à falta do código identificador da operação, necessária para comprovar o pagamento eletrônico do transporte.

Segundo a Resolução nº 3.658/11, de 19 de abril, entre outras ações, o contratante que efetuar o pagamento do frete, no todo ou em parte, de forma diversa da prevista no documento, deverá ser multado em 50% do valor total de cada frete irregularmente pago, limitada ao mínimo de R$ 550 e ao máximo de R$ 10,5 mil. O texto prevê ainda multa (também de R$ 550 a R$ 10,5 mil) para quem realizar deságio no frete ou cobrança de valor para efetivar os devidos créditos.

O transportador autônomo que permitir o uso da carta-frete também será punido. Além de multa no valor de R$ 550, ele poderá ter seu RNTRC cancelado.

Atualmente, 14 empresas estão habilitadas junto à ANTT para operar o pagamento eletrônico do frete. Confira aqui a relação das mesmas.

Fonte: http://www.cnt.org.br/Paginas/Agencia_Noticia.aspx?n=8577

Ministério das Cidades promove ações de trânsito para as crianças

10 outubro 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias, Segurança Viária  //  Sem Comentários

O Ministério das Cidades lançará nesta quarta-feira (10/10) a campanha publicitária para Redução de Acidentes de Trânsito com Crianças (Paradinha). O objetivo é conscientizar pais e responsáveis sobre as consequências geradas pela imprudência nas ruas e estradas do país, onde a irresponsabilidade no trânsito mata mais de cinco crianças por dia, entre 0 e 14 anos.

Os dados do Ministério da Saúde mostram que, 12% do total de  127.136 hospitalizações de crianças são provocadas por acidentes de trânsito. São 14.936 hospitalizações dessa natureza, com 1.895 mortes de crianças na faixa de 0 a 14 anos.

A campanha contará com dois filmes, spots para rádios, busdoor, vansdoor, mobiliário urbano, ações nas redes sociais e nos postos de gasolina, pedágios, aeroportos e shoppings. Este lançamento é mais uma das ações da Campanha Permanente para Redução de Acidentes no Trânsito, lançada pela presidenta Dilma Roussef, no dia de 21 de setembro.

A iniciativa é a resposta do Brasil à Organização das Nações Unidas (ONU), que estabeleceu o período de 2010/2020, como década para redução de 50% dos acidentes no mundo. A campanha permanente é uma ação desencadeada pelo Ministério das Cidades.

SERVIÇO:
Data: Quarta-feira (10/10)
Horário: às 10 horas.
Local: Auditório do Ministério das Cidades- Setor de Autarquias Sul, Quadra 01, Lote 01/06, Bloco “H”, Ed. Telemundi II.

Fonte: http://www.cidades.gov.br/index.php/o-ministerio/noticias/2183-aviso-de-pauta-ministerio-das-cidades-promove-acoes-de-transito-para-as-criancas

SEQTRA recebe prêmio de sustentabilidade

15 agosto 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  Sem Comentários

Empresa venceu três categorias do “Prêmio Transporte Responsável”

A Seqtra, Engenharia Logística e Negócios Sustentáveis, saiu vencedora em três categorias do “Prêmio Transporte Responsável”, que aconteceu na última semana, em São Paulo. O concurso, que é julgado e promovido pela FABET (Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte), tem a finalidade de premiar iniciativas de sustentabilidade de empresas do setor de transporte.

A disputa envolveu mais de 700 empresas, dessas 57 foram classificadas e 26 ficaram entre as finalistas. A Seqtra foi premiada nas categorias IGA (Índice de Gestão Ambiental), Transporte de Carga Geral e IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

Para Dario Palhares, presidente da transportadora, este resultado é fruto da sinergia da empresa com o mercado e fornecedores. “Este prêmio é fruto da união do conhecimento dos nossos clientes e parceiros. Com três anos de vida, a Seqtra foi de novo a empresa com maior pontuação no critério Responsabilidade Sócio Ambiental dentre as inscritas, nascemos com uma visão voltada para a sustentabilidade e, neste ano, mais uma vez mostramos um balanço real e expressivo de nossas captações de CO2 no transporte junto aos nossos clientes. Além disto, os prêmios de Índice de Desenvolvimento Humano e melhor Transportadora de Carga consolida nossa posição no mercado em tão pouco tempo de existência”, concluiu.

Fonte: http://www.webtranspo.com.br/agencia/25962-seqtra-recebe-premio-de-sustentabilidade

 

SEQTRA recebe três prêmios no evento Transporte Responsável 2012

13 agosto 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  1 Comentário

A  empresa foi vencedora pela terceira vez em sustentabilidade, segunda vez como melhor transportadora de carga e primeira vez na preocupação com o fator humano

A questão da sustentabilidade nos transportes se tornou tema prioritário na agenda das transportadoras, embarcadoras e montadoras brasileiras. Para destacar as ações que essas companhias estão fazendo em prol do meio ambiente e da responsabilidade social foi entregue em São Paulo na noite de quinta-feira, 9 de agosto, o Prêmio Transporte Responsável julgado e promovido pela FABET- Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte, em conjunto com a revista Transporte Mundial, da editora Motorpress.

A disputa foi forte, pois foram inscritas mais de 700 empresas, destas 57 foram classificadas e 10 ficaram entre as finalistas. E após ter recebido o mesmo prêmio em 2010 e 2011, a Seqtra – Engenharia Logística e Negócios Sustentáveis recebeu pela terceira vez o 1º lugar no IGA -Índice de Gestão Ambiental-. O IGA é obtido através de dados da empresa, considerando os aspectos ambientais de ordem legal, econômica, ambiental e ética.  Outra surpresa da noite foi a outorga para a Seqtra da 1º lugar na Categoria Transportadoras de Carga Geral, pela segunda vez. O terceiro prêmio à mesma transportadora foi na Categoria  IDH – Índice de Desenvolvimento Humano-, pela primeira vez recebida pela Seqtra.

O presidente da transportadora, Dario Palhares, comentou:  ”Esse prêmio é fruto da união do conhecimento dos nossos clientes e parceiros”, elogiou mais uma vez a iniciativa do Prêmio e disse estar orgulhoso pelo terceiro prêmio consecutivo. “Com três anos de vida, a Seqtra foi de novo  a empresa com maior pontuação no critério Responsabilidade Sócio Ambiental dentre as inscritas, nascemos com uma visão voltada para a sustentabilidade e neste ano mais uma vez mostramos um balanço real e expressivo de nossas captações de CO2 no transporte junto aos nossos clientes. Além disto, os prêmios de Índice de Desenvolvimento Humano e melhor Transportadora de Carga consolida nossa posição no mercado em tão pouco tempo de existência, concluiu o executivo.

Agora a SEQTRA se prepara para continuar crescendo e se aperfeiçoando com ajuda do sistema de gestão logística, denominado SLIIC (Soluções Logísticas Inteligentes & Itens Controlados), que visa fazer o controle logístico de toda a operação de transporte em tempo real, onde dentre outras informações, como a captação de CO2 emitidas pelos caminhões, fará análise do comportamento do condutor no percurso e outras medições importantes.

SEQTRA é indicada pela 3ª vez ao Premio Transporte Responsável

06 agosto 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  Sem Comentários

Pela 3ª vez consecutiva a SEQTRA foi indicada ao Premio Transporte Responsável, promovido pela Revista Transporte Mundial e FABET.

Esse é o reconhecimento do trabalho que tem em seu DNA a Sustentabilidade e também um incentivo para evoluirmos cada vez mais.

No dia 9 de agosto de 2012 as empresas vencedoras serão conhecidas.

Parabéns à Revista Transporte Mundial e à FABET pela iniciativa.

 

 

Inscrições do 6º Encontro Empresarial do PNMC estão abertas

27 julho 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  Sem Comentários

No dia 22 de agosto, acontece em São Paulo o 6º Encontro Empresarial do Programa Na Mão Certa, que este ano conta com apoio institucional da Arcor do Brasil e Gerdau; patrocínio da Arcor do Brasil, Furnas Centrais Elétricas e Volvo; apoio da Transportadora Rápido Tubarão, Transportadora Gorgonho, Treelog, RDF e SABB. As inscrições começaram no dia 25 de Julho de 2012.

A programação do evento, elaborada em parceria com o Comitê de Gestão Participativa, apresenta painéis temáticos que vão abordar as estratégias intersetoriais de enfrentamento, o impacto dos grandes eventos esportivos que vão acontecer no Brasil em 2013, 2014 e 2016 e sua relação com a exploração sexual de crianças e adolescentes; e cases empresariais com foco na qualidade de vida do caminhoneiro, visto como agente de proteção dos direitos das crianças e adolescentes. Um dos pontos altos é o debate sobre a importância da comunicação no enfrentamento da ESCA nas rodovias, mediado pelo radialista Pedro Trucão.

A participação é restrita às Signatárias do Pacto Empresarial. São apenas 150 vagas e a confirmação de reserva será feita a partir do depósito bancário referente à taxa de inscrição, no valor único de R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais) por participante. Portanto, bloqueie a sua agenda na data para não ficar de fora.

8h00
Abertura

8h10

Conversa com apoiadores institucionais, patrocinadores e apoiadores

9h00

Panorama do Programa Na Mão Certa

9h45

Painel – Estratégias intersetoriais de enfrentamento
•  PRF Comissão Direitos Humanos – Projeto Mapear

10h45

Painel – Grandes Eventos
•  Organização Internacional do Trabalho
•  Instituto Ethos
•  Pesquisador Elder Cerqueira-Santos
11h45
Lançamento Coleção de Guias Grandes Eventos
12h15
Encerramento

12h30 – 13h30

Almoço
13h30
Abertura
13h45
Painel – Importância da comunicação no enfrentamento da ESCA nas rodovias
•  Mediador: Radialista Trucão
14h45
Painel – Como a qualidade de vida e a educação continuada do caminhoneiro impactam no enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias?
•  Apresentação de cases empresariais
17h00
Encerramento

 

Serviço:
6º Encontro Empresarial do Programa Na Mão Certa
Data : 22/08/2012
Local : Hotel ITC Faria Lima – Rua Fidêncio Ramos, 420 – Vila Olímpia – SP

Uma plateia cada vez maior

Devido à sua importância, o Encontro Empresarial tem atraído mais empresas signatárias a cada ano, promovendo grande troca de informações, cooperação e sinergia entre elas. A primeira edição, em 2007, contou com a presença de 44 representantes de empresas; fundamental na consolidação dos princípios de responsabilidade social junto às signatárias, recebeu no ano seguinte mais que o dobro de participantes.

Com 117 inscritos, a edição de 2009 inovou ao introduzir uma mesa especial de debates com caminhoneiros e, em 2010, apresentou painéis focados nos três eixos estratégicos doPrograma: Prevenção e Proteção, Articulação e Educação. No ano passado, uma plateia de 120 pessoas — incluindo a princesa Madeleine da Suécia e a senhora Charlotte Brandin, diretora executiva da Childhood Estados Unidos —, assistiu os debates com a presença de vários especialistas, que forneceram subsídios às empresas sobre a violência sexual e o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente. Na ocasião, também foi lançada o CD doPrograma Na Mão Certa.

Fonte: http://www.namaocerta.org.br/bol_11201.php

Finalizado o curso de capacitação realizado em conjunto com a FABET

18 julho 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  Sem Comentários

A SEQTRA finalizou a programação do curso de capacitação “Programa Segurança e Qualidade no Transporte”, realizado em parceria com a FABET durante os meses de março, abril e maio. Além dos motoristas, participaram do treinamento os responsáveis pela área de segurança no trabalho, do controle de frotas e parte operacional.

Agora a teoria será colocada em prática visando o aprimoramento dos processos. Como consequência, será realizado um acompanhamento para verificar a eficácia do programa e a necessidade da realização de novos cursos.

Dessa forma, em conjunto com os seus colaboradores, a Seqtra confirma seu compromisso com a segurança e a qualidade no transporte, evoluindo continuamente em todos os sentidos.

Ministério das Cidades faz consulta pública sobre Plano de Mitigação das Mudanças no Clima

17 julho 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  Sem Comentários

Comprometido a reduzir as taxas de CO2 na atmosfera, o Ministério das Cidades realiza consulta pública eletrônica até o dia 15 de agosto, para que a sociedade e interessados conheçam e apresentem sugestões ao Plano Setorial de Transporte e de Mobilidade Urbana para a Mitigação das Mudanças do Clima.

O plano, elaborado pelo MCidades em parceria com o Ministério dos Transportes, traz benefícios no transporte de passageiros e se baseou em medidas que promovam a melhoria do sistema de mobilidade urbana, ampliem a acessibilidade populacional e proporcionem a redução das emissões de gases de efeito estufa (GEEs) e local (GELs).

“Com a melhoria do transporte público precisamos conscientizar o brasileiro para que ele utilize o transporte coletivo para o trabalho, e aproveite seu carro apenas para o lazer”, enfatizou o Secretário Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana, Júlio Eduardo dos Santos.

Produzido entre setembro de 2011 a abril de 2012, o plano foi elaborado com a participação de representantes dos setores produtivos e da sociedade civil, indicados pelo Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas (FBMC) e entidades convidadas.

Após o término da consulta pública, o Ministério das Cidades analisará a pertinência das sugestões e, em novembro de 2012, iniciará a implementação das ações previstas.

O Governo Federal está fazendo a consulta pública em quatro planos setoriais, para a redução de emissão de gases poluentes na atmosfera, envolvendo os Ministérios das Cidades, dos Transportes, da Saúde, de Minas e Energia, e de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Eles são orientados pelo Grupo Executivo sobre Mudança do Clima (GEx), coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Paralelamente às consultas, serão realizadas consultas presenciais, por meio de reuniões regionais. Entre julho e agosto, ocorrerão cinco eventos com a participação do Ministério das Cidades no Rio de Janeiro (06/07), Recife (18/07), Curitiba (12/07), Brasília (09/08), Cuiabá e Manaus.

Decreto

Conforme estabelecido no Decreto nº 7.390/10, que instituiu a Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC), os planos setoriais deverão ser submetidos a revisões, em períodos regulares não superiores há dois anos, até o ano de 2020. O objetivo é readequá-los às demandas da sociedade e incorporar novas ações e metas, de acordo com as especificidades do setor.

O acompanhamento dessa implementação, assim como o monitoramento das emissões dos gases de efeito estufa das ações indicadas nos planos, serão realizados por meio dos órgãos setoriais competentes.

Visite a página www.mma.gov.br/consultasclima, conheça o plano e deixe sua sugestão!

Karine Sousa/Patrícia Gripp

Assessoria de Comunicação Social
Ministério das Cidades
(61) 2108-1602

 

Brasil perde US$ 80 bilhões por ano com gargalos logísticos

13 julho 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  Sem Comentários

As empresas instaladas em território brasileiro perdem cerca de US$ 80 bilhões ao ano por causa da falta de investimentos públicos no setor de logística – portos, aeroportos, rodovias e ferrovias. É o que apontam cálculos feitos por Paulo Resende, coordenador do Núcleo de Infraestrutura e Logística da Fundação Dom Cabral (FDC). Resende diz que o valor corresponde a 4% do Produto Interno Bruto (PIB), quantia idêntica ao volume que o País precisa investir anualmente nos próximos dez anos para acabar com os gargalos do setor.

Para o pesquisador, isso significa que não há canais suficientes para escoar toda a produção nacional para os mercados interno e externo. De acordo com Resende, nos últimos 30 anos os aportes nos modais logísticos brasileiros ficaram estagnados em apenas 1,5% do PIB. “Dentre os Brics (grupo de países emergentes composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), estamos em último lugar na relação entre o PIB e os custos logísticos, referentes a transporte (portos e aeroportos) e armazenagem (armazéns, distribuição)”, diz.

Ele explica que a referência para os cálculos foram os Estados Unidos, país de dimensões continentais e com matriz energética consolidada. Quanto menor o percentual do PIB gasto com logística, mais eficientes são os serviços. “O custo logístico norte-americano é 8% do PIB. No Brasil, esse percentual é de 12%, ou seja, a competitividade menor gerou a diferença de 4% (que no caso do Brasil representam R$ 80 bilhões). Com os investimentos feitos nos últimos dez anos, a China alcançou o percentual de 8%, o mesmo dos EUA. A Índia e África do Sul estão com 10% cada uma”, afirma.

Resende avalia que um dos maiores problemas é a dependência das rodovias. “Segundo dados do Ministério dos Transportes, a malha rodoviária brasileira, de 1,6 milhão de quilômetros, transporta cerca de 60% de tudo que é movimentado no País. Desse total, apenas 12% das rodovias são asfaltadas. Já a China e a Índia têm 1,6 milhão de km asfaltados, cada uma. O frete de um caminhão trafegando por uma via de terra cresce 30% sobre aquele feito em via asfaltada”, explica.

O pesquisador da Dom Cabral critica a pequena malha ferroviária, que, segundo projeções do Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES), deverá ser expandida dos atuais 28,6 mil quilômetros para 40 mil quilômetros em quatro anos, com recursos da ordem de R$ 30 bilhões. “Se a gente conseguir colocar esses 11 mil quilômetros de ferrovias em direção à fronteira agrícola, aumentaremos a competitividade da malha ferroviária”, avalia. O número de portos também é pequeno. “São oito mil quilômetros de costa e só os portos de Santos (SP) e Paranaguá (SC) têm capacidade de movimentar grandes volumes”, afirma. Apesar do cenário, Resende se diz otimista. “O Brasil, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), voltou a colocar o investimento em logística na pauta pública nacional”, conclui.

Fonte: http://www.netmarinha.com.br/NetMarinha-Noticias.aspx?action=detail&type=comm&k=1942

Páginas:«12345678910...18»