SEQTRA Engenharia Logística e Negócios Sustentáveis

Operação inédita nas estradas vai reduzir número de acidentes graves

22 dezembro 2011   //   Por Cristiano Tilli Montini   //   Segurança Viária  //  Sem Comentários

Brasília, 19/12/2011 (MJ) – Em ação inédita, o governo federal lança, nesta segunda-feira (19/12), a Operação RodoVida. O objetivo é reduzir a gravidade dos acidentes de trânsito com ações integradas entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF), policias estaduais e agências de trânsito.

Diagnóstico realizado pela PRF mostra que 60 trechos de dez quilômetros de extensão respondem por 22% dos acidentes mais graves atendidos pela corporação. É nesses 600 quilômetros de rodovias que as ações coordenadas pela PRF acontecerão entre 19 de dezembro e 27 de fevereiro de 2012.

Uma característica comum a todos esses pontos levou à integração das ações: em todos existe a confluência de vias estaduais ou municipais para as rodovias federais. Assim, a ação simultânea nas rodovias e vias de acesso vai aumentar a segurança e propiciar a redução dos acidentes.

A ação integrada da Operação RodoVida se dará por Blitzen simultâneas nas BRs, rodovias estaduais ou vias municipais nas proximidades dos pontos críticos. O foco estará no combate à embriaguez ao volante e na fiscalização de motocicletas. O primeiro por ser uma das principais causas de acidentes graves e o segundo por ser um veículo que vem se destacando em relação ao número de acidentes nos últimos anos. Em 2011, de janeiro a setembro, a PRF atendeu 25.437 acidentes com motociclistas, com 18.083 feridos leves, 8.166 feridos graves e 1621 óbitos.

Estima-se que o custo social dos acidentes nas rodovias federais este ano foi de R$ 7,9 bilhões (considerando o período de janeiro a setembro).


Campanha

O Ministério das Cidades, por meio do Departamento Nacional de Trânsito ( Denatran), lança a campanha de conscientização sobre não dirigir depois de consumir qualquer quantidade de bebida alcoólica.

Norteada pelo conceito “Bebida e direção. O efeito do álcool passa, a culpa fica para sempre”, a campanha mostra o sentimento de culpa de quem causa uma tragédia depois de dirigir sob o efeito do álcool.

As peças publicitárias chamam atenção também para o número de mortos e feridos graves em consequência dos acidentes relacionados à embriaguez.


Lista de pontos onde ocorrem acidentes mais graves

IDUFBRKm

ACIDENTES

Índice de Gravidade
Com vítimas fataisCom vítimas feridasSem vítimas
1PA3160-10184231.6714236
2SC101200-210174769803785
3ES2620-10123669433073
4ES101260-270182739302745
5CE2220-10223513592664
6SP116220-230222895552550
7SC101210-220113445282523
8GO400-10222643892259
9MG381480-49092368102215
10PR376170-18072935322172
11CE1160-10252264012156
12MG381490-500162067152145
13GO153500-510222323032013
14SC2820-1082455491974
15RJ116170-180161507941944
16SC47050-6032495731893
17SP116210-220152124391874
18RS116240-250161775681853
19PB23020-30152143561801
20RS116260-27021738711786
21RO31920-3042295011746
22PE10160-7092005181743
23RJ101320-33051358641664
24PR476120-13052204011626
25RS116250-260131366171622
26RN10190-10041407801580
27RN101100-110131644171562
28PR476130-14061794631508
29PE10170-80131763031508
30PR376180-190102022241484
31SP116140-150111563971452
32BA324610-620211063881443
33PB23010-20101574011436
34PB23030-40101563941424
35RJ40120-130101086161406
36AL316270-28091862181373
37RJ40110-120141084771367
38PR376660-67071195771347
39RJ116160-17013994731293
40PE10180-90141163451275
41PI343340-350141272881273
42SC101110-12071423711256
43SC47060-70111462191224
44ES101140-15031613081188
45SP116270-280151162251180
46PR2770-10111352291179
47PA31610-20101262861166
48PR369150-16051482991164
49SC101190-20031712271157
50RO364340-35081561421122
51PR277720-73051611891119
52PR116110-120111172441104
53RO364710-72051512241104
54PI3160-10131072221082
55SC101140-15051452231073
56RJ101310-32012982721062
57SC101120-13091082851050
58SC28050-6031581781043
59MG40510-520121111741029
60PE10150-6013912471027

Fonte: Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Dados de 2010.

O índice de gravidade é baseado em estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O índice define pesos para os acidentes (acidente sem vítima: 1 ponto; acidente com vítima: 5 pontos; acidente com óbito: 25 pontos). Para o cálculo, multiplica-se o número de acidentes registrados no trecho pela pontuação de cada tipo. O somatório final é o índice de gravidade.

Fonte: http://portal.mj.gov.br/data/Pages/MJ27337B92ITEMID3CF184807C2B4431A47ACDF5C6426B93PTBRNN.htm

Deixe um Comentário