SEQTRA Engenharia Logística e Negócios Sustentáveis
Exibindo os artigos Taggeados com "Polícia Rodoviária Federal | SEQTRA Engenharia Logística & Negócios Sustentáveis"

PRF registra 20% menos mortes nas viagens de Natal de que em 2010

26 dezembro 2011   //   Por Cristiano Tilli Montini   //   Segurança Viária  //  Sem Comentários

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 91 mortes em acidentes nas rodovias do país durante as viagens de Natal deste ano. O número de vítimas é 20% menor de que o registrado no mesmo período (de sexta-feira a domingo) em 2010, segundo comunicado divulgado pela PRF nesta segunda-feira (26).

O número de feridos também foi menor: 1.455 em 2010, contra 1.251, em 2011. No ano passado, 114 pessoas perderam a vida em ocorrências de trânsito nas rodovias federais.

Segundo a PRF, a quantidade de mortos foi menor, entre outros fatores, por causa das ações integradas de fiscalização, do cerco às infrações de trânsito responsáveis pelos acidentes mais graves (como as ultrapassagens proibidas e o combate à embriaguez ao volante), e a uma “provável sensibilização dos motoristas pelas campanhas de trânsito, que foram intensificadas nos últimos dias”, diz o comunicado.

A PRF informa que 18.128 motoristas assopraram o bafômetro nas rodovias federais durante o fim de semana. A PRF flagrou 659 motoristas embriagados, destes, 297 foram presos por crime de trânsito no momento da fiscalização. Outros 2.975 motoristas foram flagrados em ultrapassagens em locais proibidos.

Fonte: http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/12/prf-registra-20-menos-mortes-nas-viagens-de-natal-em-relacao-2010.html

Operação inédita nas estradas vai reduzir número de acidentes graves

22 dezembro 2011   //   Por Cristiano Tilli Montini   //   Segurança Viária  //  Sem Comentários

Brasília, 19/12/2011 (MJ) – Em ação inédita, o governo federal lança, nesta segunda-feira (19/12), a Operação RodoVida. O objetivo é reduzir a gravidade dos acidentes de trânsito com ações integradas entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF), policias estaduais e agências de trânsito.

Diagnóstico realizado pela PRF mostra que 60 trechos de dez quilômetros de extensão respondem por 22% dos acidentes mais graves atendidos pela corporação. É nesses 600 quilômetros de rodovias que as ações coordenadas pela PRF acontecerão entre 19 de dezembro e 27 de fevereiro de 2012.

Uma característica comum a todos esses pontos levou à integração das ações: em todos existe a confluência de vias estaduais ou municipais para as rodovias federais. Assim, a ação simultânea nas rodovias e vias de acesso vai aumentar a segurança e propiciar a redução dos acidentes.

A ação integrada da Operação RodoVida se dará por Blitzen simultâneas nas BRs, rodovias estaduais ou vias municipais nas proximidades dos pontos críticos. O foco estará no combate à embriaguez ao volante e na fiscalização de motocicletas. O primeiro por ser uma das principais causas de acidentes graves e o segundo por ser um veículo que vem se destacando em relação ao número de acidentes nos últimos anos. Em 2011, de janeiro a setembro, a PRF atendeu 25.437 acidentes com motociclistas, com 18.083 feridos leves, 8.166 feridos graves e 1621 óbitos.

Estima-se que o custo social dos acidentes nas rodovias federais este ano foi de R$ 7,9 bilhões (considerando o período de janeiro a setembro).


Campanha

O Ministério das Cidades, por meio do Departamento Nacional de Trânsito ( Denatran), lança a campanha de conscientização sobre não dirigir depois de consumir qualquer quantidade de bebida alcoólica.

Norteada pelo conceito “Bebida e direção. O efeito do álcool passa, a culpa fica para sempre”, a campanha mostra o sentimento de culpa de quem causa uma tragédia depois de dirigir sob o efeito do álcool.

As peças publicitárias chamam atenção também para o número de mortos e feridos graves em consequência dos acidentes relacionados à embriaguez.


Lista de pontos onde ocorrem acidentes mais graves

IDUFBRKm

ACIDENTES

Índice de Gravidade
Com vítimas fataisCom vítimas feridasSem vítimas
1PA3160-10184231.6714236
2SC101200-210174769803785
3ES2620-10123669433073
4ES101260-270182739302745
5CE2220-10223513592664
6SP116220-230222895552550
7SC101210-220113445282523
8GO400-10222643892259
9MG381480-49092368102215
10PR376170-18072935322172
11CE1160-10252264012156
12MG381490-500162067152145
13GO153500-510222323032013
14SC2820-1082455491974
15RJ116170-180161507941944
16SC47050-6032495731893
17SP116210-220152124391874
18RS116240-250161775681853
19PB23020-30152143561801
20RS116260-27021738711786
21RO31920-3042295011746
22PE10160-7092005181743
23RJ101320-33051358641664
24PR476120-13052204011626
25RS116250-260131366171622
26RN10190-10041407801580
27RN101100-110131644171562
28PR476130-14061794631508
29PE10170-80131763031508
30PR376180-190102022241484
31SP116140-150111563971452
32BA324610-620211063881443
33PB23010-20101574011436
34PB23030-40101563941424
35RJ40120-130101086161406
36AL316270-28091862181373
37RJ40110-120141084771367
38PR376660-67071195771347
39RJ116160-17013994731293
40PE10180-90141163451275
41PI343340-350141272881273
42SC101110-12071423711256
43SC47060-70111462191224
44ES101140-15031613081188
45SP116270-280151162251180
46PR2770-10111352291179
47PA31610-20101262861166
48PR369150-16051482991164
49SC101190-20031712271157
50RO364340-35081561421122
51PR277720-73051611891119
52PR116110-120111172441104
53RO364710-72051512241104
54PI3160-10131072221082
55SC101140-15051452231073
56RJ101310-32012982721062
57SC101120-13091082851050
58SC28050-6031581781043
59MG40510-520121111741029
60PE10150-6013912471027

Fonte: Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Dados de 2010.

O índice de gravidade é baseado em estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O índice define pesos para os acidentes (acidente sem vítima: 1 ponto; acidente com vítima: 5 pontos; acidente com óbito: 25 pontos). Para o cálculo, multiplica-se o número de acidentes registrados no trecho pela pontuação de cada tipo. O somatório final é o índice de gravidade.

Fonte: http://portal.mj.gov.br/data/Pages/MJ27337B92ITEMID3CF184807C2B4431A47ACDF5C6426B93PTBRNN.htm

Órgãos ligados ao trânsito realizam operação nas estradas federais

21 dezembro 2011   //   Por Cristiano Tilli Montini   //   Segurança Viária  //  Sem Comentários

Iniciativa tenta reduzir número de vítimas de acidente de trânsito.
Trabalho vai até depois do carnaval e se intensifica no natal e ano novo.

Uma operação realizada por órgãos ligados ao trânsito tenta reduzir o número de vítimas de acidentes nas estradas federais, durante o período de fim de ano e férias de janeiro. Policiais rodoviários vão distribuir materiais educativos e fiscalizar os motoristas.

O trabalho integrado da polícia rodoviária com órgãos, entidades, guardas municipais, federais e estaduais ligados ao trânsito vai até depois do carnaval e se intensifica no período entre natal e ano novo.

Um ranking divulgado pela Polícia Rodoviária Federal dos dez trechos com maior número de acidentes em Minas Gerais aponta por quatro vezes a BR-381. O primeiro lugar e o segundo ficam entre os quilômetros 480 e 500, no limite entre Contagem e Betim, na Região Metropolitana da capital mineira.

Veja abaixo o ranking dos trechos com 10 km de extensão com maior número de acidentes:

1º – BR-381 – KM 480 ao 490 Contagem
2º – BR-381 – KM 490 ao 500 Betim
3º – BR-040 – KM510 ao 520 Ribeirão das Neves
4º – BR-040 – KM 520 ao 530 Contagem/Ceasa
5º – BR-040 – KM 500 ao 510 Ribeirão das Neves/Esmeraldas
6º – BR-116 – KM 410 ao 420 Governador Valadares
7º – BR-381 – KM 920 ao 930 Itapeva/Camanducaia
8º- BR-381 – KM 450 ao 460 Belo horizonte/Sabará
9º- BR-116 – KM 520 ao 530 Caratinga
10º – BR-040 – KM 610 ao 620 Congonhas

Fonte: http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2011/12/orgaos-ligados-ao-transito-realizam-operacao-nas-estradas-federais.html

Começa “Operação fim de ano” da Polícia Rodoviária Federal

19 dezembro 2011   //   Por Cristiano Tilli Montini   //   Segurança Viária  //  Sem Comentários

Mais de 9.200 agentes vão intensificar fiscalização até o dia 2 de janeiro com o objetivo de prevenir acidentes e combater infrações de trânsito.

A fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nos 68 mil quilômetros de rodovias federais do país está mais rigorosa a partir desta sexta-feira (16). A operação fim de ano contará com a atuação de 9.200 agentes se revezando em escalas até o dia 2 de janeiro.

Excesso de velocidade, ultrapassagens em locais proibidos e embriaguez ao volante serão o foco de combate da PRF. A fiscalização com bafômetros, radares e viaturas posicionadas em pontos estratégicos serão intensificadas em todo o país.

A recomendação é que os motoristas façam as manutenções necessárias nos veículos antes de viajar e que, durante o percurso, fiquem atentos principalmente nas pistas simples, devido às ultrapassagens, e também à alta velocidade nas pistas duplas.

Confira algumas dicas da Polícia:

Viagem de carro:
Revisão preventiva – Providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Faróis conferidos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador checados. Não se esquecer de verificar a presença e estado dos equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de pára-brisa e luzes do veículo;

Pausas para descanso – O condutor deve programar paradas, pelo menos, a cada três horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém com os olhos abertos, mas sem percepção da realidade à volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora.

Viagem de ônibus
Embarcar somente em terminais rodoviários homologados, evitando incentivar o transporte clandestino, que não oferece segurança nem garantias em caso de acidentes;

Em caso de assalto, nunca reagir. É importante lembrar que os criminosos agem rapidamente e sob pressão, podendo confundir gestos e movimentos bruscos.

Aerton Guimarães
Agência CNT de Notícias

Fonte: http://www.cnt.org.br/paginas/Agencia_Noticia.aspx?n=7976

Polícia Rodoviária Federal irá acirrar a fiscalização sobre exploração sexual nas estradas

12 dezembro 2011   //   Por SEQTRA   //   Segurança Viária  //  Sem Comentários

Durante o 2º Encontro Nacional das Comissões de Direitos Humanos da Polícia Rodoviária Federal, ocorrido entre os últimos dias 28 e 30 no Rio de Janeiro, foi lançada uma nova diretriz da corporação que visa ajudar no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes em pontos de alta vulnerabilidade. A medida, que passará a vigorar em dezembro para todas as equipes operacionais das comissões regionais de direitos humanos, incluirá instruções e orientações para identificação e encaminhamento de casos de exploração sexual no cartão-programa de seus funcionários — o material fornece ao profissional uma relação de todas as atribuições diárias de sua ronda.

“Serão inseridos em todos os cartões informações sobre os pontos vulneráveis a serem fiscalizados”, diz Márcia Vasconcelos, presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da Polícia Federal Rodoviária. “As ações de encaminhamento de adolescentes e responsabilização de infratores serão diárias, ao invés de acontecer de seis em seis meses.”

Este reforço na ação coercitiva espera, a médio e longo prazo, reduzir significativamente os casos de exploração sexual. Márcia reconhece que o resultado imediato de uma fiscalização mais ativa e presente é o aumento em flagrantes e em autos de infração; por isso mesmo, a Polícia Rodoviária Federal busca articulações com instâncias do sistema de garantias de direitos de crianças e adolescentes.

“Nosso objetivo com a intensificação do combate a esse crime não é apenas responsabilizar os infratores, mas também evitar revitimizações”, complementa Márcia. “Celebramos um acordo de cooperação técnica com a Secretaria de Direitos Humanos e reforçamos nossa ação junto ao conselho tutelar, ao qual encaminhamos crianças e jovens que precisam de orientação e apoio afetivo, psicológico e emocional.”

Durante o seminário, também foi exprimido o desejo da corporação em criar, dentro de sua estrutura, uma área com profissionais especificamente voltados à vigilância e garantia dos direitos humanos — hoje, o tema compete com as outras atribuições que constituem o dia a dia dos policiais. “Estamos tentando conseguir junto ao Ministério da Justiça a criação desta comissão”, sublinha Márcia, para quem esta medida vai de encontro com os anseios do órgão de aperfeiçoar continuamente a capacitação dos multiplicadores regionais. “É importante que todos eles adotem um olhar clínico e preciso na identificação de situações de tráfico humano e exploração sexual.”

A coordenadora de programas da Childhood Brasil, Rosana Junqueira, foi uma das palestrantes do Encontro. Em sua exposição, Rosana apresentou o Programa Na Mão Certa aos profissionais das comissões regionais da Polícia Rodoviária, que conheceram a influência que ele exerce sobre os setores de responsabilidade social e recursos humanos de grandes empresas, e a abrangência do Programa sobre toda a cadeia de fornecedores e colaboradores que trabalham nas rodovias brasileiras.

Fonte: http://www.namaocerta.org.br/bol_9802.php

Concessionárias de rodovias federais devem elaborar plano de contingência para chuvas

06 dezembro 2011   //   Por Cristiano Tilli Montini   //   Segurança Viária  //  Sem Comentários

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) encaminhou às concessionárias de rodovias federais algumas orientações para a elaboração de um plano de contingência para as chuvas, cujo período mais crítico é registrado nos meses de dezembro e janeiro. A ação deve sem implantada na área de abrangência dessas vias.

O objetivo da ANTT é planejar quais os recursos, equipamentos e mão-de-obra que deverão ser utilizados pela concessionária na ocorrência de chuvas fortes. A preocupação se deve a um alerta da Agência Nacional de Águas (ANA) que prevê chuvas acima da média histórica para este período.

Entre as medidas, a ANTT orienta as concessionárias a adotar trajetos alternativos, em casos de interdição de pista, com a utilização de painéis de mensagem variável e sinalização provisória. Equipamentos de segurança devem estar disponíveis e próximos aos pontos mais críticos.

As empresas também devem elaborar plano de comunicação com a mídia e com os usuários – comunicação interna, praças de pedágio, internet e painéis de mensagem, além de um projeto de atuação conjunta com o Corpo de Bombeiros Militar (CBM), a Defesa Civil e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Outra exigência é um plano de comunicação com os institutos meteorológicos para que as concessionárias recebam um sinal de alerta e iniciem as ações de contingência, em casos de altos índices de precipitação. Além disso, qualquer situação de emergência deve ser comunicada imediatamente à ANTT.

Fonte: http://www.cnt.org.br/Paginas/Agencia_Noticia.aspx?n=7953

SEQTRA participa de importante Seminário de Transporte Rodoviário de Cargas

06 dezembro 2011   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  Sem Comentários

Com um público aproximado de 150 profissionais de diferentes segmentos, desde corretores de seguros a representantes de transportadoras e do setor público, a SEQTRA – Engenharia Logística e Negócios Sustentáveis- participou no último dia 8 de novembro, do Seminário Internacional Transporte Rodoviário de Cargas – Soluções Alinhadas à Década para a Segurança Viária da ONU (2011-2020), realizado pela FUNDACIÓN MAPFRE, em São Paulo.

O evento foi dividido em quatro painéis, com especialistas do setor, da área de saúde e do segmento segurador e da gestão de riscos, que trataram de temas estratégicos ligados ao setor. A gestão de riscos do transporte de produtos perigosos foi mais um dos destaques aprofundados no encontro, que reforçou a importância da redução de acidentes, “uma das principais bandeiras” levantadas pela SEQTRA.

A iniciativa tem como base que só no Brasil, 35% dos acidentes em rodovias federais envolveram veículos de carga e representaram 25% das mortes nessas ocorrências, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF – 2004). Além da perda humana, há a perda financeira anual, que gira entorno de R$ 9,7 bilhões em resgate, tratamento, danos materiais e redução de produção.

A SEQTRA não só apoia e participa iniciativas deste tipo como também aderiu ao programa da ONU de redução de acidentes. Parabéns à iniciativa da MAPFRE Seguros!