SEQTRA Engenharia Logística e Negócios Sustentáveis

Usiminas oficializa acordo de acionistas e anuncia novo diretor-presidente

20 janeiro 2012   //   Por SEQTRA   //   Notícias  //  Sem Comentários

Foco é o aumento contínuo da competitividade da empresa.

Foto: Leonardo Galvani

O novo acordo de acionistas da Usiminas foi oficializado nesta segunda-feira (16/01). Com ele, o bloco de controle passa a ser formado pelo Grupo Nippon, com 29,44% do total de ações ordinárias da empresa, pelas empresas Tenaris e Ternium do Grupo Techint, com 27,66% e pela Caixa dos Empregados da Usiminas, com 6,75%. O acordo é válido até 2031.

Para a Usiminas, o fortalecimento de sua estrutura de governança potencializa oportunidades de desenvolvimento e aumento de competitividade. A empresa passa a ter entre seus acionistas grupos focados no “negócio aço”. Esse diferencial, somado ao conhecimento já acumulado por sua própria equipe, abre caminhos para a consolidação de sua liderança do mercado brasileiro de laminados planos.

Para aumentar sua participação de 27.76% para 29,44% do total de ações ordinárias da Usiminas,  o  grupo   Nippon   adquiriu  1,69%   das  ações   ordinárias  da  Caixa  dos Empregados. Já a participação de 27,66% da Ternium – junto com sua subsidiária argentina Siderar e com a Confab Industrial S.A, subsidiária da Tenaris no Brasil -  é composta também por uma participação da Caixa dos Empregados e pela participação total anteriormente detida pelo grupo Camargo Corrêa/Votorantim que, com isso, não mais integra oficialmente a composição acionária da Usiminas.

Novo diretor-presidente

Os acionistas do bloco de controle também indicaram o executivo Julián Eguren como o novo diretor-presidente da Usiminas, no lugar de Wilson Brumer. Segundo Eguren, ter acionistas com visão do negócio é um diferencial competitivo para a Usiminas. “É um enorme orgulho ser nomeado presidente da Usiminas. Iremos trabalhar em equipe na melhoria da eficiência operacional, oportunidades de mercado e melhoria de competitividade”, afirma.

Para Wilson Brumer, sua gestão à frente da Usiminas cumpriu o papel de preparar a empresa para um novo ciclo de crescimento, após um dos períodos mais complexos de sua história. “Demos passos importantes, mesmo diante de uma conjuntura de mercado adversa. Preservamos o nosso caixa e dívida em patamares consistentes, mas sem perder nossa capacidade empreendedora. Realizamos investimentos importantes de agregação de valor ao nosso aço, aceleramos o processo de desenvolvimento da mineração e de autossuficiência energética, que serão fatores fundamentais neste novo momento que vive a siderurgia mundial, que exige das empresas uma competitividade global”, afirma. Para Brumer, a Usiminas está mais preparada para assumir os desafios da siderurgia mundial. “As oportunidades de incremento de competitividade criadas por esta estrutura acionária são singulares”, conclui.

Resumo – estrutura acionária

Currículos

Julián Eguren

Com apenas 48 anos, Julián Eguren possui uma vasta experiência na siderurgia latinoamericana. Há 25 anos vem desempenhando diversas funções na Organização Techint no México, na Venezuela e na Argentina. Formado em Administração de empresas, com mestrado em Direção de Empresas pelo Massachussets Institute of Tecnology – MIT, nos EUA, Eguren começou sua carreira em 1987 como Jovem Profissional (trainee) da TenarisSiderca, na Argentina, e em 1993 deu início a sua carreira internacional. Ocupou diversas posições na TenarisTamsa no México e, em 1998, mudou-se para Venezuela para assumir a Presidência da Sidor, maior siderúrgica latinoamericana, período no qual teve a oportunidade de trabalhar com a Usiminas. Em 2008, assumiu a presidência da Ternium, no México – produtor com processos integrados para a fabricação do aço e derivados desde minas próprias até centros de serviços para o setor industrial – e na América Central, incluindo operações na Colômbia e na Guatemala. Atuou ainda como Diretor do ILAFA( atual Alacero) e Presidente da Junta Diretiva Tenigal, empresa que surgiu da parceria entre a Ternium e a Nippon Steel. Casado, pai de quatro filhos, Eguren acredita e apoia o esporte como parte do seu dia-a-dia participando de maratonas internacionais e triatlons.

Wilson Brumer

Diretor-presidente da Usiminas no período 2010-2012, Wilson Brumer também foi presidente do Conselho de Administração da empresa de 2008 a 2010. De 2003 a 2007, foi Secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais, sendo responsável pela coordenação de recursos para incentivo aos setores da indústria, comércio e serviços. Durante aquele período, presidiu também o Conselho de Administração da Cemig, da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais e do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais, além de ter sido vice-presidente do Conselho de Administração do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). Entre 2006 e 2008, presidiu o Conselho de Administração da Light. Wilson Brumer foi também presidente do Conselho de Administração da BHP Billiton, Brasil (1998-2002), presidente da Companhia Siderúrgica de Tubarão (1996-1999), da Acesita (1992-1998) e da Vale (1990-1992), onde trabalhou durante 17 anos. Entre 1997 e 1999, foi presidente do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS), atual Instituto Aço Brasil.

Fonte: http://www.usiminas.com/irj/portal

Deixe um Comentário