SEQTRA Engenharia Logística e Negócios Sustentáveis

O ano de 2011 chega ao final com mais um excelente desempenho na confluência de esforços e na disseminação da causa do enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes.

22 dezembro 2011   //   Por Cristiano Tilli Montini   //   Notícias  //  Sem Comentários

O quadro de signatárias do Pacto Empresarial do Programa Na Mão Certa teve uma alta de mais de ¼ em relação a 2010, e como resultado ultrapassamos a marca de 1.000 empresas que assumiram compromisso com a formação de multiplicadores e conscientização de parceiros, fornecedores e concorrentes em prol da erradicação deste drama das rodovias.

Também demos um grande passo para expandir nossa influência para além das empresas signatárias. Graças à parceria de mídia com a Rádio Globo, firmada em março, o quadro “Globo Estrada Na Mão Certa” leva a mensagem do enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes para os motoristas autônomos que não possuem vínculo com as empresas do Pacto. Há nove meses, toda quinta-feira, o jornalista e apresentador do programa Globo Estrada, Pedro Trucão, orienta os caminhoneiros a colaborarem na denúncia de casos de exploração sexual e sensibiliza seus ouvintes à causa — para nós é muito importante que esse assunto deixe de ser um tabu e que o caminhoneiro passe a se ver como um agente de proteção à infância e à juventude.

Além da parceria no rádio, Trucão também atuou na produção e criação de um programa em áudio do Programa da Mão Certa, que une as diversas mensagens de conscientização e engajamento com sucessos sertanejos que acompanharão a viagem dos motoristas. Concebido para dar às empresas uma opção de presente a seus colaboradores, o CD é uma iniciativa de sucesso. Um de seus propósitos é criar uma rede de proteção nas rodovias: por isso, em sua capa, o CD pede a seu interlocutor que presenteie um colega de estrada após ouvi-lo, para que as mensagens de apenas um CD possa atingir o maior número possível de pessoas.

2012 impõe o desafio de tornar a atuação das signatárias mais efetiva. Quase 300 empresas, todas com adesões firmadas antes de 31 de dezembro de 2010, ainda não realizaram sua atualização cadastral — principal instrumento para que a coordenação do Programa conheça o tamanho do movimento e acompanhe os compromissos do Pacto. É por meio desta ação que as empresas dão seu primeiro passo para preencherem a lista de ações mínimas e efetivamente contribuírem para a causa.

Passada a etapa de consolidação da presença do Programa em setores econômicos estratégicos, amealhando a adesão de empresas para firmar sua legitimidade, a qualificação das signatárias é de longe a prioridade. No segundo semestre de 2011, o Ciclo de Workshops promoveu 20 oficinas, percorrendo dez grandes cidades de quatro diferentes regiões; isso sem contar as 13 oficinas in-company. Juntos, esses eventos capacitaram ao longo do ano 385 profissionais. Em todos os encontros, uma oportunidade única para instrumentalizar as empresas signatárias na criação e desenvolvimento de suas ações de enfrentamento, proporcionando uma série de atividades voltadas especificamente para a formação e capacitação de novos agentes.

Baseado nos ótimos resultados do 5º Encontro Empresarial — que reuniu especialistas e protagonistas do sistema de garantias de direito diante de 120 representantes de empresas do Pacto, que puderam compreender toda a complexidade da exploração sexual de crianças e adolescentes e a mobilização de diversos atores sociais em sua prevenção — a coordenação do Programa, junto com o Comitê de Gestão Participativa, começará um estudo para realizar Encontros Empresariais Regionais integrados à reciclagem de pontos focais, que reuniria um número menor de empresas do que o nacional.

Meus sinceros agradecimentos a todos que acreditam e vêm trabalhando conosco nesta causa.

Desejo a todos um feliz 2012!

Rosana Junqueira
Coordenadora de Programas
Childhood Brasil

[email protected]

Deixe um Comentário